JESUS E O COMUNISMO

Muito se tem falado a respeito da figura de Jesus até que ponto ele foi revolucionário ou não. Pode ser contado entre os revolucionários comunistas.

O que podemos dizer com certeza é que Jesus antecipou o comunismo. Viu o comunismo acontecendo, não para seus dias, mas para um tempo futuro. Aquele não era o tempo para o comunismo, mas ele iria ser uma realidade no futuro. As coisas tem o tempo certo para acontecer.

Façamos uma análise da parábola de Mateus 20: “Porque o reino dos céus é semelhante a um homem, um dono de casa, que saiu cedo de manhã para contratar trabalhadores para o seu vinhedo. Tendo concordado com os trabalhadores em um denário por dia, mandou-os ao seu vinhedo. Saindo também por volta da terceira hora, viu outros parados, sem emprego, na feira; e ele disse a estes: ‘Vós também, ide ao vinhedo, e eu vos darei o que for justo.` De modo que eles foram. Ele saiu novamente por volta da sexta hora e da nona hora, e fez o mesmo. Finalmente, por volta da décima primeira hora, saiu e encontrou outros parados, e disse-lhes: ´Por que ficastes parados aqui o dia inteiro sem emprego?` Eles lhes disseram: ´Porque ninguém nos contratou.` Disse-lhes: ´Ide vós também ao vinhedo`

“Quando anoiteceu, o dono do vinhedo disse ao encarregado: ´Chama os trabalhadores e paga-lhes o seu salário, passando dos últimos para os primeiros.` Ao chegarem os homens da décima primeira hora, cada um deles recebeu um denário. Portanto, ao chegarem os primeiros, concluíram que receberiam mais; mas eles também receberam o pagamento à razão de um denário. Tendo-o recebido, começaram a murmurar contra o dono da casa e disseram: ´Estes últimos fizeram uma só hora de trabalho; ainda assim os fizestes iguais a nós, os que levamos o fardo do dia e o calor abrasador!` Mas ele disse, em resposta, a um deles: ´Amigo, não te faço nenhuma injustiça. Não concordastes comigo em um denário? Toma o que é teu e vai. Eu quero dar a este último o mesmo que a ti. Não me é lícito fazer o que quero com as minhas próprias coisas? Ou é o teu olho iníquo porque sou bom?` Deste modo, os últimos serão primeiros e os primeiros, últimos.”

Aqui está um bom embate entre um ideólogo do comunismo e um ideólogo do capitalismo. O ideólogo do capitalismo vai dizer que o dono de casa foi injusto. É inadmissível que quem trabalhou apenas uma hora tenha o mesmo salário do que quem trabalhou o dia inteiro.

Ora, o ideólogo do comunismo vai dizer: Não houve injustiça. Ele pagou, não segundo a quantia de horas trabalhadas, mas segundo a necessidade de cada um. As necessidades tanto daqueles que trabalharam o dia inteiro como daqueles que trabalharam apenas uma hora era as mesmas.

E a parábola derruba por terra a tese de que certas profissões têm de ter uma remuneração maior. Médico tem de ganhar mais que enfermeiro, engenheiro mais que pedreiro. Aqueles que estavam parados o dia todo não eram vagabundos, eram trabalhadores. E não foram ao trabalho porque ninguém os contratou. Caso tivessem sido contratos cedo, como os primeiros, teriam trabalhado o dia inteiro. Um indivíduo é médico, é engenheiro, não porque tem mais capacidade que outros, mas tão somente porque TEVE OPORTUNIDADES. Se qualquer filho de pobre tiver as possibilidades de cursar uma faculdade de medicina, de engenharia, ele vai se formar médico, engenheiro como os demais. POR ISSO OS CELESTIAIS TÊM DE LUTAR PARA QUE O ENSINO SEJA PARA TODOS, COMEÇA NA PRÉ-ESCOLA E VAI ATÉ O ÚLTIMO GRAU, SEM QUALQUER INTERRUPÇÃO. Só então o estudante sendo inserido no mercado de trabalho.