Principalmente quando esse “livro” não é um livro. É uma coletânea de livros separados que foi COMPILADA por ninguém mais, ninguém menos que a elite política de Roma, algo tão imundo e inumano que faz nosso atual Congresso parecer uma reunião de velhinhas beneficentes a beber chá e jogar bingo. 
As pessoas, notadamente os evanjegues, acham que a “briba” desceu do céu em carruagem dourada escoltada por anjos.

Nem TODO O LIVRO, está perdido. Mas, dado o post, os CRISTÃOS originais, esses sim eram verdadeiramente Cristãos. O resto é Paulinismo.

Então no caso, quem criou o mundo em sete dias foi a propria serpente, vulgo Jeová do antigo testamento?

Exato. Isso que conhecemos, que é divulgado em todas as esquinas, em igrejas por todo canto, em rádio, em TV, não é cristianismo (gnosticismo), é uma paródia que foi criada com o objetivo específico de iludir: 

http://en.wikipedia.org/wiki/Marcionism

Em Gênese 1:26 está escrito: “Façamos o homem à NOSSA imagem e semelhança”. Nossa = segunda pessoa do PLURAL. 
Para abafar essa discrepância do tamanho da Rússia, os prostitutos, digo, teólogos, usaram o conceito de trindade, alegando que o plural se refere ao Pai, Filho e Espírito Santo. Golpe de mestre!
O que está sendo descrito ali é a queda do paraíso, que nada mais é do que a queda do ser humano da quinta para a terceira dimensão em virtude da invasão reptiliana e manipulação de nosso DNA (jeová, dois irmãos: geneticista e outro que queria destruir todos nós, seilá kk).

Como falei acima, a bíblia não existe, é uma invenção da elite romana, vide Concílio de Nicéia. Ali tem livros diferentes que foram costurados juntos por conveniencia e intenção de iludir. 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Primeiro_Conc%C3%ADlio_de_Niceia

Se eu pego um livro do Paulo Coelho, outro da Clarice Lispector e mais outro da Zíbia Gasparetto e costuro junto, isso os torna a mesma coisa? foi isso que Roma fez. E tem gente que até hoje não se liga, a despeito de até mesmo a história oficial confirmar isso.

Por acaso, os evangelhos apócrifos são os mais revolucionários, os que contém os conhecimentos mais perigosos à elite reptilluminati. Tudo aquilo que não convinha, foi chamado apócrifo. O que eles acharam que dava pra distorcer e abafar, foi incluído na Bíblia. A despeito de alguns evangelhos da Bíblia, como o de Mateus, serem bastante revolucionários.

Agora como vc explica à horda de crentes e católicos do mundo que não existe a bíblia, existe uma miríade de escrituras costuradas conforme à conveniência da elite romana? Que ali tem verdade misturada com mentira? Vc não explica. A magia negra foi feita pela cúria, os livros foram costurados pra sempre e ali estão até hoje sendo chamados de “palavra de Deus”. A parte mais trágica é que ali realmente está a palavra de Deus, só que não apenas a dele, a de seu inimigo está junto, misturada.

 
fonte: facebook
Advertisements